Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos
» Biblioteca - Consegui a vaga? [Livre]
Ter Jun 11, 2013 2:46 pm por felipefalcon

» O festival das cerejeiras.
Seg Abr 15, 2013 5:18 pm por Darkaos

» Grande Evento em Aōba.
Dom Mar 24, 2013 1:44 am por Darkaos

» Cerimônia de abertura de aulas de 2013
Sab Mar 23, 2013 2:44 pm por Ryou Misaki

» (Clube de Kendô) O novo sensei (Trevor, Ryou, Nex)
Sab Mar 23, 2013 2:19 pm por Ammy

» Passos na areia (dupla)
Qui Mar 21, 2013 6:01 pm por Douglas Alves

» (Clube de Artes) O Quadro (Ryou, Chouko)
Seg Mar 18, 2013 1:14 pm por Ryou Misaki

» Retorno das aulas em 2013
Dom Mar 17, 2013 11:31 pm por Ammy

» Arrumando a papelada
Dom Mar 17, 2013 9:01 pm por GpI_NEKO

Clima este Mês

Naniwa entra no período de primavera a partir do dia 20. O tempo é fresco e ainda ocasionalmente frio. Chuvas tendem a serem rápidas e deixarem alguma névoa caso ocorram nas primeiras horas da manhã.
Dezembro 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31      

Calendário Calendário

Staff do Fórum
Nosso botão
HTML Online Editor Sample

88x31
124x64
Parceiros



Arrumando a papelada

Ir em baixo

Arrumando a papelada

Mensagem por GpI_NEKO em Ter Jan 01, 2013 11:07 pm

Era mais uma manhã fria em Naniwa, acordei em meu simples, porém, confortável apartamento, dei bom dia a Charlotte e me vesti.Eu ainda estava estranhando um pouco o novo lar, afinal, já faziam duas semanas que escapei da casa de meus pais o dinheiro que eu havia economizado dava para o mês, mas ainda precisaria encontrar um emprego se quisesse continuar vivendo ali.
Após tomar café, eu sai para me matricular na Academia Kadokawa e acertar a papelada, no caminho me deliciava escutando Jamiroquai e sentindo o vento gelado do inverno em minha face enquanto observo os mais variados tipo de pessoas no centro de Kyon.Entro na primeira estação que encontrei e embarquei no metro rumo a Toyama.
Era a primeira vez que eu vinha a Toyama e fiquei impressionado com a beleza e riqueza cultural da região, os bonsais, as construções antigas,os templos...Tudo esbanjava tradição e refletia historia ali.Depois de admirar um pouco e tirar umas fotos, sigo meu rumo para a Academia afinal já seriam quase 10:30am.
Assim que chego na Academia, vou direito a sala dos professores para arrumar a papelada e concluir a transferência, pois alem de eu estar ansioso para terminar logo isso, ainda queria explorar a Academia um pouco.
Terminado toda a burocracia básica, resolvo ir dar uma volta no pátio ver a fonte e visitar a bela catedral que havia por lá, sua torre tinha uma bela vista de todo o pátio e das instalações da Academia.Como a escola estava em período de férias e estava aberta apenas para alguns estudantes fazerem provas muito atrasadas, a maioria dos outros prédios estavam fechados.
Eram 11:15am e resolvi passar na lancheria, pois estava com fome e curioso para ver como era.Na lancheria, fora o pessoal que trabalha lá não vejo ninguém de inicio, mas quando olho para o fundo em um dos cantos, eis que me deparo com uma garota.Ela tinha cabelo curto e prateado, olhos azuis e uma presilha que lhe dava um charme,estava sentada tomando café e lendo atentamente algo que me parecia ser algum resumo de matéria.
Sentindo boas vibrações vindas dela,me aproximei e vi que ela estava com dificulades em um problema que eu conseguiria resolver.Então, resolvi falar com ela:
-A resposta é 3, você deve ter esquecido de somar o sen 90º.
Ela me olha com uma cara de surpresa...
-Gostaria de ajuda?
avatar
GpI_NEKO
Novo Jogador
Novo Jogador

1a Personagem http://oportal.forumeiros.com/t127-haruhara-akiba
Sagitário Galo
Mensagens : 7
Pontos de Criação: : 11213
Reputação: : 0
Data de inscrição : 26/10/2012
Idade : 25
Localização : Em um lugar onde o tempo não segue seu fluxo normal.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arrumando a papelada

Mensagem por Ammy em Sex Mar 08, 2013 12:33 pm

Era uma manhã de primavera fria na escola semi-deserta. Aqui e ali, o compasso do andar de alguém ressonava pelos corredores... Futuros e velhos estudantes da academia passavam em intervalos longos, cochichando em vozes baixas e cumprimentando antigos colegas após as longas férias de fim de ano. Na cafeteria, as pessoas se aglomeravam em pequenos grupos para conversarem e se protegeram do vento frio da manhã. As aulas iam começar dali a duas semanas, o que tornava a visão da garota circundada de livros no café vazio ainda mais bizarra.

Em uma das cadeiras se encontrava Chouko. Ela virava as páginas em suas mãos de novo e de novo, os olhos afilando para uma lista de exercícios.

Ela resmungou baixinho e pôs os papéis com um suspiro sobre a mesa, recostando-se na e sentindo os ombros doerem."...Tsk. Nada que eu possa reclamar agora, huh... ... ... ... (vira-se) Sim, posso ajudar?"

Uma aluna que espiava de esguelha num canto soltou um guincho baixo e sumiu pelo corredor lateral, acompanhada pelo grupo de amigas ao redor. ...Pensei que não. Ela voltou a baixar os olhos para a folha em frente. Okay... Eu imagino que isso signifique que eu vá ter que tirar uma ou duas semanas de folga do bar... Não deve ser um problema. Ela continuou a encarar a folha, pensativa.

Mas... Se Koh-San ligasse o que diabos ela iria fazer?
- A resposta é 3, você deve ter esquecido de somar o sen 90º.
Chou deu um leve sobressalto e olhou para o lado e foi cumprimentada por uma cortina de cabelos loiros. -Gostaria de ajuda? Ela piscou um par de vezes antes de voltar a olhar para a sua folha, um tanto desconfortável pela súbita proximidade.
Tudo nele, desde o cabelo extravagante e a maneira que ele se comportava ao redor dela só podia significar uma coisa.

...Novato.

"...Perto demais, kouhai.." disse ela vagando sobre a questão incompleta na folha e apagou a anotação errada, prosseguindo o cálculo em seguida. Ela adicionou um par de linhas antes de voltar a falar "...Primeira regra aqui, você mantêm uma distância razoável de mim para não ter uma reputação ruim com o resto do mundo." Ela não olhou em volta, mas tinha quase certeza que qualquer um que pudesse reconhece-la daquela distância... Ela puxou o capuz do casaco sobre o cabelo e prosseguiu para marcar a alternativa... 3, realmente.

"...Valeu. Eu estou com um bocado de sono ultimamente e tenho errado muita questão por besteira." disse ela após um curto momento de silêncio.

Sono era um apelido bastante carinhoso. Havia um círculo negro formando-se lentamente abaixo de seus olhos que se negava a sair fazia alguns dias. Ela estendeu a mão e tomou mais um gole de café de um copinho, soltando um arrepio - ...Fu... Quente. - e afastando tremulamente a mão após quase se queimar com o líquido negro. Ela endireitou-se na cadeira e continuou a ler a pergunta seguinte.



Hideyoshi Chouko CS: 0
avatar
Ammy
Admin
Admin

1a Personagem Hideyoshi Chouko (Link)
Escorpião Macaco
Mensagens : 228
Pontos de Criação: : 11847
Reputação: : 12
Data de inscrição : 02/09/2012
Idade : 26

Ver perfil do usuário http://oportal.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arrumando a papelada

Mensagem por GpI_NEKO em Seg Mar 11, 2013 4:31 am

Eis que eu estava diante de uma aluna, aparentemente esforçada(ao menos pelas fundas olheiras que apresentava).Apos ajuda-la com a dita questao, ela me deu umas palavras que levarei como conselho "...Primeira regra aqui, você mantêm uma distância razoável de mim para não ter uma reputação ruim com o resto do mundo.".
Muitos achariam um tanto "rude" esse jeito de avisar, mas acredito que seja o jeito dela. Logo após ela me agradeceu, então realmente sinto que fui agradavel. Mas algo me intrigava nela como se ela fosse diferente das pessoas que convivi em minha curta existencia, alguma aura
que a diferencie talvez?

Uma coisa estava certa, ela estava ocupada e detesto distrair as pessoas de seus objetivos, mas como eu estava curioso para saber mais a respeito dela, decidi ter certeza que
falaria com ela mais tarde.
"Bom, vejo que estas ocupada senhorita.Entao vou deixa-la estudar, mas antes,aqui."
"Meu numero de celular caso queira entrar em contato."
Chou:(...)
"Okay, então até um outro dia."

Procurei um lanche no menu da cafeteria, vi que uma torrada bem completa e um café com leite poderiam me satisfazer daquela vez. Apos pedir, decidi ir comer em um banco no jardim embaixo de uma das belas cerejeiras que alí haviam.
Depois de saborear, resolvi voltar a andar e aproveitar para conhecer mais um pouco da cidade e como o Jardim Minami ficava proximo, porque não dar uma visitada?
Belas cerejeiras assim como as de Kadokawa, porem em maior numero, entre outras especies de arvores fascinantes é apenas um dos charmes dessa equilibrada regiao cuja riqueza esta em ser a mais equilibrada dos bairros de Naniwa. Pensei em procurar um emprego por lá mas o Cibercafe e o Cine, não me chamaram tanto a atenção.
Apos passar a tarde lá, me dei conta que eram quase 18 horas e resolvi voltar para Kyon, ver se ainda arranjava um emprego.
Em Kyon, eu me sentia mais "em casa", logo me lembrei que perto do meu predio estava a Tecno 7 e eles estam a procura de pessoal. Havia tambem a policia comunitaria e a Otaku zone que tambem estava a procura de pessoal.
Falei com o sub-gerente da Tecno 7, que me estranhou a primeira vista(será que é o jeito que me visto?), mas logo apos apresentaçoes ele ficou bem a vontade e eu logo perguntei sobre a vaga. Ele disse que realmente precisavam de pessoal mas que o gerente estava
fora, então ele me daria a resposta até amanha à tarde. Agradeci e fui
embora.
Ja à noite resolvi voltar para casa, pois estava com fome e teria que fazer companhia para a Lotte.Logo quando cheguei fui recebido por ela, fiz um carinho e lhe dei comida. Depois de dar comida e jantar, vou para o quarto coloco meus pertences no criado mudo e me jogo
no futon.
Ainda sem sono, olho para o teto e começo a planejar meu ano e me preparar para o ano diferente que terei. Algum tempo depois me vem a cabeça aquela garota que conheci e a sensação estranha que senti ao estar próximo a ela. Eu até poderia arriscar que ela viu que eu
senti, provavel que seja apenas paranoia minha...
avatar
GpI_NEKO
Novo Jogador
Novo Jogador

1a Personagem http://oportal.forumeiros.com/t127-haruhara-akiba
Sagitário Galo
Mensagens : 7
Pontos de Criação: : 11213
Reputação: : 0
Data de inscrição : 26/10/2012
Idade : 25
Localização : Em um lugar onde o tempo não segue seu fluxo normal.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arrumando a papelada

Mensagem por Ammy em Qua Mar 13, 2013 8:00 am

- ...Primeira regra aqui, você mantêm uma distância razoável de mim para não ter uma reputação ruim com o resto do mundo. - ela disse. O rosto dele manteve-se inalterado. Mas ela teve a leve impressão que o garoto havia se afastado alguns centímetros... O par de olhos ainda se cravando em algum ponto indefinido em seu rosto enquanto ela continuava lendo.
...O que agora? ela se perguntou-se
- Bom, vejo que estas ocupada senhorita. Então vou deixa-la estudar - Ele disse com um quê pomposo na voz, puxando um objeto do bolso -... Mas antes,aqui.
Um celular.

- Meu numero de celular, caso queira entrar em contato. - ele falou.
- ... - A boca da garota se abriu um milímetro... Quê? Mas... Eu nem conheço esse sujeito. Ela piscou, abobalhada. Já era estranho alguém se aproximando dela tão abertamente, mas pedindo um número de contato assim?
- ...
Na frente dela ela ainda segurava o celular em mãos, com uma expressão tênue de confusão. Ela devia estar fazendo uma cara estranha. Ou estava encarando por tempo demais.
...Ele literalmente só me conhece de rosto, que motivo ele teria para querer meu número?

"Kyaa~ Souji-sama, onegai, me dê seu número né...?~" falou uma menina em um flashback perseguindo um garoto de cabelo prateado, seguida em coro pelo restante do fã-clube, sua voz de golfinho discernível no corredor lotado.

... Uma sombrancelha dela tremeu.

... Não me diga...?
(suspiro)
- De todas as pessoas na escola... - ela resmungou baixo, olhando para o outro lado por um momento antes de voltar a ler sua folha.
- Desculpe, mas eu não estou interessada em encontros. Além do quê... - *barulho de página virando* - ...Eu não dou meu número para estranhos.
Chouko sentiu o peito do garoto ao lado desinflar audivelmente. Talvez ela tivesse pisado muito fundo em sua resposta... E era melhor para todo mundo assim. A estudante tentou concentrar-se em fitar o borrão de impressão em um dos pingos de uma interrogação o máximo de tempo que pôde.
"Okay, então até um outro dia." ele disse, pondo-se em pé normalmente de novo e guardando o aparelho e girando os calcanhares.
"Bom final de férias e início de ano letivo para você." ela respondeu um par de segundos depois, enquanto encomendava o número correto de pizzas imaginárias para uma quantidade x e y de pessoas de maneira que...
... Soma errada.
(suspiro) Chou apanhou uma borracha e passou-a um par de vezes no dígito errado.
- ... Quem diabos se preocupa em dar fatias de pizza de tamanhos exatos na vida real?





(antes de chegar ao apartamento)

Em Kyon, um estudante distribuía organizadamente panfletos para os traunsentes.
- Por favor...! (onegaishimasu!) - dizia ele polidamente enquanto oferecia os papéis para diversas pessoas. Alguns estendiam a mão e levavam um, e ele respondia curvando-se por um breve segundo em agradecimento.
Era um trabalho entediante para caramba mas, ei, ao menos ele levaria alguns ienes assim que entregasse tudo. Rápido e limpo.
- Diversos números úteis em Naniwa! Tudo desde restaurantes à farmácias, mecânicas e hospitais em um único panfleto para sua conveniência! - ele anunciou pela duocésima vigésima sétima vez, a mão ainda estendida oferecendo outro papel. O panfleto em si era uma folha simples dobrada ao meio, em que cada centímetro se encontrava encoberto por logomarcas e números de telefone, parecendo uma colcha de retalhos bizarra e multicolorida.
- Novo na cidade? - ele comentou com um garoto loiro transitando na proximidades. Ele levou um par de segundos para olhar de volta, distraído pelos letreiros de lojas acima deles. (...) - Haha, está escrito na sua testa. Quando alguém pára na rua para ler cada propaganda em cartaz você já nota de cara que é algum turista ou algo assim... - ele sacudiu os ombros - Precisando de alguns números úteis para a sua agenda? Você estaria me fazendo um favor. - Ele estendeu o folheto na direção do menino.



Hideyoshi Chouko CS: 0
avatar
Ammy
Admin
Admin

1a Personagem Hideyoshi Chouko (Link)
Escorpião Macaco
Mensagens : 228
Pontos de Criação: : 11847
Reputação: : 12
Data de inscrição : 02/09/2012
Idade : 26

Ver perfil do usuário http://oportal.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arrumando a papelada

Mensagem por GpI_NEKO em Qua Mar 13, 2013 6:59 pm

Acordo em mais um manha tipica, me levanto,me arrumo, tomo café e me preparo para sair quando de repente a Lotte vem apressada para perto com um panfleto em sua boca que peguei ontem.Tive memorias da conversa de ontem,ele havia me indicado um bom restaurante e pensei em comer ali hoje.
Porem alem de indicaçoes de lugares para visitar, a conversa se extendeu e caiu em um assunto sobre algo estranho estar acontecendo, pessoas enloquencendo, desenvolvendo disturbios mentais e até morrendo.
Ele me mostrou algumas noticias no celular e até algumas fotos(um pouco chocantes, diga-se de passagem), pensei que seria util pesquisar a respeito.Por isso apos o almoço, pensei em ir a um cibercafe que havia no Jardim Minami.
Pesquisando, la encontro coisas não tao diferentes do que o cara que distribuia panfletos me disse, exceto pela informação sobre voce receber uma mensagem no seu celular "Fim da Linha", que a policia esta investigando como um pressagio para o evento ocorrer.Isso me deixou um pouco curioso, contudo, qual seriam as chances de eu receber tal mensagem certo?
Estava tarde e eu não gostaria de gastar muito até por que eu não tinha emprego ainda e oh! Lembrei que eu havia ficado de passar na Tecno 7 em Kyon para ver se fui aceito no emprego e eu realmente fui aceito, o gerente disse que eu poderia começar dia 15 mesmo na sexta-feira.
Ja de noite eu voltei para casa, ainda pensando na possibilidade da mensagem, puxa, quantas coisas interessantes me aguardam ao longo do ano nessa nova cidade.
Chegando em casa, reparei que a Lotte estava um pouco estranha, quieta, talvez ou séria.Por mais que seja realmente dificil dizer com precisão o que os animais sentem , na Charlotte eu conseguia de alguma forma sentir o que ela queria dizer, provavelmente seria devido a convivencia.Ela foi, por muito tempo, uma das unicas companhias que eu rrealmente apreciava, talvez por causa de meus pais qe não combinavamos muito das ideias.
De qualquer maneira, era raro para mim ver ela assim, soava como uma especie de indicador ou pressentimento.Alimentei-a e brinquei um pouco com ela e denovo estava em meu quarto.Quando derrepente...
O celular recebe uma mensagem...
avatar
GpI_NEKO
Novo Jogador
Novo Jogador

1a Personagem http://oportal.forumeiros.com/t127-haruhara-akiba
Sagitário Galo
Mensagens : 7
Pontos de Criação: : 11213
Reputação: : 0
Data de inscrição : 26/10/2012
Idade : 25
Localização : Em um lugar onde o tempo não segue seu fluxo normal.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arrumando a papelada

Mensagem por Ammy em Qua Mar 13, 2013 9:13 pm

Admin mode ON

Uh, Neko-kun? Não sei se você lembra... Mas... XD
Antes de poder receber qualquer mensagem estranha você precisa:
1. Ter no mínimo 10 posts de interpretação dentro do fórum
2. Terminar de fazer sua ficha de persona
3. Visitar pela primeira vez a Sala de Veludo
Então... O que quer que seja esse sms, não pode ser o que você está pensando não! (risos)
Por favor continue sua história... Não sei. Recebendo um spam. Mas não isso. Haha XD

Admin mode OFF




REEC~
As molas cantaram quando o meu peso moveu-se contra o colchão. Minhas costas inteiras estavam duras... Eu não tinha conseguido relaxar de novo. Minha mente estivera trabalhando demais madrugada adentro registrando teorias de física e química em um ponto bastante específico do meu hemisfério cerebral esquerdo. Eu levei a mão até lá e massageei o couro cabeludo, numa tentativa de aliviar a pulsação dentro da minha cabeça... Céus, como doí.
Antes torcer o tornozelo do que um neurônio.
-Oneeee-samaa~ Caféééééééé... - uma voz se fez ser ouvida, escapulindo pelo alçapão. Eu sorri fracamente comigo mesma, agradecendo o nada por ter uma camada sólida de madeira abafando parcialmente o som. Eu não acho que a minha cabeça iria aguentar muito barulho hoje.
-Estou descendo! - eu respondi, tentando me por em pé tortamente. Eu agarrei o Yukata velho de sempre, amarrei o obi o melhor que pude naquelas condições e corri escada abaixo para apanhar alguma coisa.
Eu provavelmente precisava de água agora.
- Bom dia. - disse a criatura selvagem de cabelos negros que devorava uma omelete, assistindo o noticiário na TV. Eu apenas tive que mirar a imagem das árvores de cerejeira no canal para descobrir que não era nada além do que eu já sabia.
- 'Dia, otouto. - Eu me sentei, piscando um par de vezes com uma súbita tontura.
... Acho que vou comer algo e voltar a dormir.
- Algo de interessante no jornal de hoje?
- Nada de novo. Mas haviam algumas coisas interessantes, yup. Eu não tinha me coçado para descobrir quando ia ser a festa das cerejeiras esse ano e acabei de saber. - ele falou, ainda tentando terminar sua fatia de comida - Você acha que vamos ir ver o festival esse ano?
- ...Talvez. Vai depender do que nossos pais vão resolver fazer desta vez... Seria uma pena perder a oportunidade de ir outra vez, agora que temos tempo e motivos para participar. - eu olhei ao redor, instintivamente - Falando nisso, aonde estão eles? Chichi-ue sempre é o primeiro a se servir do chá... - Eu comentei. De fato, ver ele se sentando logo no início da manhã com uma tigela de chá forte era quase uma segunda natureza na casa. Era como se esperar que num belo dia, você abriria a janela para ver o Sol e ele decidisse nascer quatro horas mais tarde. Naquela casa, ambas as coisas se tornavam igualmente estranhas para qualquer um que convivesse com papai tempo suficiente.
- Ele está pagando aquele estudante universitário que veio aqui ontem... Oh espere, você não estava em casa. Derp. - Otani gesticulou com o garfo em mãos - Algumas lojas menores na comunidade juntaram recursos para fazer panfletos em massa. Você sabe. Ninguém desce tanto ultimamente até o sul da cidade. Então Chichi-ue resolveu organizar as coisas para divulgar os negócios por aqui. Ajudar os comerciantes locais. E bom, e o restaurante, claro.

- ...Oh. - eu apenas acenei com a cabeça para sinalizar que estava ouvindo.
- Então, é. Ele imprimiu montes deles em uma gráfica e contratou um par de estudantes para distribuir eles em Kyon. - ele enfiou mais uma garfada na boca.
- Entendi. Bem, deixe eu esquentar a água dele de novo então... - eu me pus em pé... Oh, ops, certo, nada de se mexer muito rápido. Eu sacudi minha cabeça e o mundo entrou em foco.
- ... Você está bem? - ele engoliu apressadamente o que tinha na boca.
- Só... Mentalmente exausta. Não consegui dormir outra vez.
- ...
- Tudo bem... Fisicamente, eu estou bem. Mas vou direto pra cama de novo assim que comer.
- ...Precisa de alguém pra conversar?
Eu ri baixo. Aquilo pareceu fazer o físico dele relaxar por uma fração de segundo.
- ... ... Pode falar besteira para me distrair até eu apagar? Eu agradeceria muito.

/Chou deixa o tópico/



Hideyoshi Chouko CS: 0
avatar
Ammy
Admin
Admin

1a Personagem Hideyoshi Chouko (Link)
Escorpião Macaco
Mensagens : 228
Pontos de Criação: : 11847
Reputação: : 12
Data de inscrição : 02/09/2012
Idade : 26

Ver perfil do usuário http://oportal.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arrumando a papelada

Mensagem por GpI_NEKO em Qui Mar 14, 2013 11:01 pm

Era um spam...
"Fale até 50 reais por semana pagando...bla bla bla"
Nossa, tenho que dar um jeito de bloquear essas coisas, elas realmente enchem a paciencia...
Bom, ainda é um pouco cedo, então vou jogar um pouco em um portatil que levei comigo até porque no momento não há muito para fazer.Mesmo ainda jogando, penso em tudo o que li e de fato minha mente estava com tantas informaçoes e pensamentos de varios tipos.
Vendo que eu não estava conseguindo, simplesmente desliguei o game e fui dormir.





Acordei, olhei o calendario, estavamos no dia 14, eu começarei a trabalhar amanhã e as aulas...Hell começam nessa segunda.Bom, eu estava pronto para ambos mas agora me resta uma duvida, o que fazer hoje?
Nem era meio dia, entao resolvi estudar um pouco de teoria musical após o café da manha, a Lotte apesar de ser um gato, não me incomodou, eu lia intensamente e fazia exercicios de partitura dificeis.Nossa, apesar de eu estar no humor para teoria, eu nao estava para pratica mesmo.
Apos terminar, ainda de pijamas eu resolvi vestir algo para sair.Eu não tinha muitas peças diferentes afinal não deu para levar muito por isso coloquei uma camisa social justa de manga curta com 2 tiras de tecido com um botao em cada extremidade segurando uma manga removivel com um espaço entre ela e a manga da camisa.As calças, pretas apertadas ate os joelhos com um circulo de transmutação branco nelas e cheias de coisas penduradas.De sapatos eu coloquei um dos dois pares de creepers, esse sendo o xadrez e o meu cabelo deixei liso com escova.
De fato, o jeito que eu me vestia dava uma certa impressao a pessoas com ideias mais tradicionais.De fato, eu me vestia da maneira que eu achava estiloso, embora algumas pessoas me pre-julgassem(tendo pensamentos mais tradicionais) essas logo mudavam de ideia quando conversavam comigo.
Me pergunto se no emprego ira ter alguma norma, mas acredito que não, especialmente porque em Kyon ao menos, o pessoal tem mais tolerancia geralmente.
Logo apos me arrumar, resolvi dar uma volta e procurar um lugar para almoçar e vi que seria uma otima ideia almoçar no famoso okinawa ramen, na vila nukushima.Apesar de não ser uma das regioes mais agradaveis da cidade, eu ainda não conhecia a Vila e poderia aproveitar para conhece-la.
Apesar de sua localização essa regiao é a mais pobre em Naniwa, no entanto, até ela tem seus atrativos.Um dos lugares que se ouve falar seria o "Cubo Magico", uma danceteria bem frequentada e um dos lugares mais indicados para passar a noite em Nukushima.
Entao resolvi passar na frente, porem estava fechada obviamente ja que era dia, eu não sou do tipo de baladas mas me pareceu decente.Seguindo em frente finalmente chegando em frente ao Okinawa ramen.
Entrei, procurei uma mesa proximo a janela onde eu teria uma vista do movimento, me sentei...
E uma mulher veio me atender....
-"Em que posso ajudar?"
-"Um Shoyu ramen onegai"
...
...
...
Veio o ramen e eu o apreciei ate o ingrediente mais suave e realmente estava uma delicia.Mandei meu cumprimentos ao chef e sai satisfeito, fazia tempo que nao comia bem assim.
Passei um pouco da tarde em Nukushima e outro em Toyama.
A noite em casa eu chego, agrado a Lotte e ja ia pro quarto pois.Eu me sentia cansado,por isso fui dormir mais cedo.
avatar
GpI_NEKO
Novo Jogador
Novo Jogador

1a Personagem http://oportal.forumeiros.com/t127-haruhara-akiba
Sagitário Galo
Mensagens : 7
Pontos de Criação: : 11213
Reputação: : 0
Data de inscrição : 26/10/2012
Idade : 25
Localização : Em um lugar onde o tempo não segue seu fluxo normal.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arrumando a papelada

Mensagem por GpI_NEKO em Dom Mar 17, 2013 9:01 pm

Puxa, como esses ultimos dias foram monótonos, apenas trabalhando, passeando e jogando...Parecia que faltava algo, mas o que? Afinal, eu havia me livrado da chatisse dos meus pais e agora estava aqui.

Bom, agora parando para pensar, ate que teve uma situação inusitada enquanto eu andava nas ruas de kyon em que vi uma pequenina garota cabisbaixa. Ao inves de ignorar como o comum nessas situações, eu resolvi perguntar a ela o que havia de errado...

Ela havia me falado que estava perdendo seu amigo, pois de acordo com ela, ele havia "mudado" seu jeito de ser, não queria mais fazer as mesmas coisas de antes, e arrumou outros amigos. Ela até havia discutido com ele. Então ali eu havia visto que eu poderia ajudar ela, ou ao menos dar alguns conselhos, porque afinal, essa "invejinha de amigos" é normal em crianças.

A medida que o papo se extendia eu ia falando que não é porque ele conheceu outras pessoas que ela iria ser subtituida e que as pessoas mudam. É preciso saber respeitar as escolhas dos outros, isso se eles não nos forçarem a mudar claro. A conversa durou horas e no fim ficou entendido que "Se voce aceitar que os amigos mudam, não precisará arranjar outros.".
Por isso, ela se arrependeu um pouco e resolveu que no dia seguinte, iria pedir desculpas para seu amigo e conhecer os novos amigos dele, afinal, ela mesma poderia ser amiga deles tambem.

Quando cheguei em casa me dei conta que até agora, eu não havia feito amigo nenhum ou conversado muito(tirando a garota que conheci), apenas superficialmente. Bom, sinto que isso irá mudar até porque as aulas começam amanha e sempre me socializei melhor em lugares que tem "turmas".
/Akiba deixa o tópico/
/Tópico encerrado/
avatar
GpI_NEKO
Novo Jogador
Novo Jogador

1a Personagem http://oportal.forumeiros.com/t127-haruhara-akiba
Sagitário Galo
Mensagens : 7
Pontos de Criação: : 11213
Reputação: : 0
Data de inscrição : 26/10/2012
Idade : 25
Localização : Em um lugar onde o tempo não segue seu fluxo normal.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arrumando a papelada

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum